fbpx

Siga-nos: facebook-americancor instagram-americancor | Horário de Atendimento: 24h

Telefone : +55 (21) 3296-2900 | 3296-2902
  E-mail : contato@americancorhospital.com.br

Todos os posts de admin

AmericanCor recebe certificado de acreditação pela ONA

Hospital recebe certificado de acreditação pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia os processos que indicam o alto padrão e a referência em qualidade e segurança na saúde


Na área da saúde, a qualidade dos serviços prestados é de fundamental relevância, especialmente como referência para os pacientes, que buscam as melhores opções de tratamento e cuidados. Na AmericanCor, a melhoria contínua e garantia da qualidade na assistência à saúde dos pacientes é avaliada e comprovada pelo certificado de acreditação. Desde 7 de junho de 2021 o hospital possui o certificado de qualidade e eficiência da Organização Nacional de Acreditação (ONA), vinculada ao Ministério da Saúde.

Excelência em saúde

A ONA é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo desenvolvimento e gestão dos padrões brasileiros de assistência em saúde, especialmente nos quesitos qualidade e segurança.

São três princípios que envolvem o processo para conquistar o certificado de acreditação:

• É voluntário, solicitado pela própria organização de saúde;
• É periódico, com prazo de validade do certificado, necessitando nova avaliação após o vencimento;
• É sigiloso, ou seja, as informações obtidas em cada organização de saúde durante a avaliação não são divulgadas.

A entidade conta com uma metodologia internacional, já que é integrante da International Society for Quality in Health Care (ISQua), associação parceira da Organização Mundial de Saúde (OMS) e que conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países.

Cuide de você e escolha o melhor para a sua saúde!

Priorize o seu bem-estar acima de tudo! É por isso que o hospital AmericanCor busca a melhoria contínua em seus processos para manter o alto padrão e a referência em qualidade e segurança na saúde. A nossa missão é cuidar de você!

Gostou do nosso conteúdo? Então continue nos acompanhando.

Leia Mais
Conheça os sinais de ansiedade

Ansiedade: conheça 10 sinais que exigem atenção

Casos de ansiedade e depressão cresceram 25% durante pandemia. Conheça os sintomas que merecem alerta!


Certamente você deve ter sofrido ou conhece alguém que sofreu com o isolamento social, medo de infecção, solidão, morte de entes queridos, exaustão no trabalho e problemas financeiros nos últimos dois anos. O resultado da pandemia na saúde mental da população foi estudado pelo Ministério da Saúde, identificando o aumento de 86,5% nas queixas relacionadas aos transtornos de ansiedade. A seguir, explicamos quais os sintomas de ansiedade devem ser alvo de atenção!

Ansiedade patólogica ou natural?

Desde 2017, cerca de 19 milhões de brasileiros já apresentavam este transtorno emocional, segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Com a pandemia, o número certamente agravou. No primeiro ano de Covid-19, a prevalência global de ansiedade e depressão aumentou 25%, sendo que jovens e mulheres foram os mais atingidos.

No entanto, nem todos os casos são considerados patológicos. A ansiedade é um mecanismo de reação natural do corpo quando exposto a situações de tensão ou de risco e é considerada normal quando tem uma causa aparente, dura pouco tempo e não exige um esforço intenso para que você ser controlada.

Contudo, há crises de ansiedade que se tornam incontroláveis e passam a ser frequentes, gerando distúrbios que afetam a saúde da pessoa, apresentando picos de preocupação excessiva, medo, estado de hipervigilância e inquietação. Como, por exemplo, gerado por estresse pós traumático, fobias, compulsões (TOC), ansiedade generalizada e síndrome do pânico.

Sinais que merecem atenção

Para enfrentar situações adversas e inesperadas do cotidiano, o mecanismo da ansiedade age em nosso organismo deixando-o em alerta e apresentando uma “descarga de adrenalina”. É possível observar se esse estado está dentro dos níveis normais e esperados ou identificar se está passando dos limites, tornando-se um transtorno pelos sinais abaixo:

1 – Sudorese: suor frequente nos pés e nas mãos;
2 – Taquicardia: sensação de batimentos cardíacos acelerados;
3 – Insônia: dificuldade para dormir;
4 – Pressários: sensação de que algo ruim vai acontecer;
5 – Problemas de concentração e agitação;
6 – Náusea e dores abdominais;
7 – Falta de ar ou sensação de sufoco;
8 – Fadiga física e mental, incluindo incapacidade de tomar decisões;
9 – Tensão muscular
10 – Dores no peito

Ansiedade patólogica ou natural?

Outros sintomas também podem ser observados e, se apresentarem frequência e regularidade, um médico deverá ser consultado, como:

-Tontura;
-Tremores;
-Gagueira;
-Desmaios;
-Boca seca.

Cuide de você e da sua saúde mental!

Priorize sua saúde, realize exames de forma regular para prevenir e agende uma consulta com um profissional caso perceba que está com alguns desses sintomas! Cuide de você!

Gostou do nosso conteúdo? Então continue nos acompanhando.

Leia Mais
Médica sorrindo em seu consultório, cuidando da saúde da mulher

Cronograma da saúde da mulher

Conheça os exames que podem identificar doenças e beneficiar a saúde das mulheres em cada fase da vida!


“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito”, já dizia uma importante passagem do livro mais lido pelos brasileiros – de acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil –, a Bíblia. E não é pelo aspecto da religião que queremos falar sobre o tempo das coisas, mas sim pelo olhar da ciência.

Os médicos e especialistas em saúde da mulher afirmam que os exames rotineiros em cada fase da vida podem identificar possíveis doenças antes que qualquer sintoma seja apresentado. Confira o cronograma de cuidados a seguir:

9 a 13 anos

É quando se inicia o primeiro cuidado ginecológico, com a vacina contra o HPV, o papilomavírus humano. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o HPV é um vírus capaz de infectar a pele e mucosas e alguns tipos podem causar o câncer do colo do útero. “A vacina protege contra os tipos do HPV responsáveis por 70% dos casos de câncer do colo do útero”, explica Maria Asuncion Solé Pla, tecnologista da Divisão de Detecção Precoce do INCA, em entrevista para o Ministério da Saúde.

25 a 30 anos

A partir dos 25 anos é recomendado iniciar, anualmente, o exame Papanicolau. O teste é capaz de identificar lesões que, quando tratadas em estágio inicial, evitam o surgimento do câncer de colo de útero, o terceiro mais comum entre as mulheres brasileiras e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. “Essas alterações são descobertas facilmente no exame preventivo (Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos”, em nota informada pelo INCA.

40 anos

Neste período da vida inicia-se a mamografia de rotina (rastreamento) a partir dos 40 anos, ou a partir dos 35, para mulheres cuja mãe ou avó tiveram a doença. Em 2021 foram 66.280 casos novos estimados de câncer de mama no Brasil, segundo informações do Ministério da Saúde. O risco de desenvolver a doença aumenta com a idade, sendo maior a partir dos 50 anos. Além da mamografia, alterações suspeitas também podem ser avaliadas pelo exame clínico das mamas, que é a observação e palpação das mamas por médico.

Mulher jovem fazendo o ultrassom da mama

65 anos

A partir de 65 anos pode-se realizar o exame de densitometria óssea, que é capaz de medir a densidade dos ossos, ou seja, o quão forte eles estão a ponto de resistir a traumas sem fraturas. No Brasil, muitos médicos recomendam a realização do exame em mulheres após a menopausa, pois a perda hormonal progressiva também leva a uma maior tendência à osteoporose.

DIAGNÓSTICO PRECOCE SALVA VIDAS!

Os médicos e pesquisas alertam que quanto mais cedo as doenças forem detectadas, maior a possibilidade de um tratamento menos invasivo e maior a chance de cura, principalmente em casos de câncer.

O Hospital AmericanCor incentiva as mulheres a cuidar da sua saúde e bem estar, compreendendo a necessidade de falar sobre a prevenção do câncer e outras doenças por meio do autocuidado e de exames de rotina.

Sua saúde é muito importante para viver bem e com qualidade. Por isso, esteja atenta aos exames rotineiros em cada fase da vida. A prevenção faz a diferença, cuide de você!

 

Gostou do nosso conteúdo? Então continue nos acompanhando.

 

Leia Mais

Câncer infantil: saiba como prevenir no seu filho

Quase 10 mil casos de câncer infantil são diagnosticados no país, mostrando a importância da prevenção e o diagnóstico precoce. Acompanhe!


Atualmente, estima-se que aproximadamente 10 mil casos de câncer infantil são diagnosticados no país entre 2020 e 2022, segundo Instituo Nacional de Câncer (Inca). Por isso, o mês de fevereiro é marcado pela Luta Mundial contra o Câncer Infantil, tendo o objetivo de conscientizar a população sobre exames de prevenção e um diagnóstico precoce. Saiba mais!

CÂNCER INFANTIL: FEVEREIRO LARANJA

Nos dias de hoje, crianças e adolescentes entre 01 e 19 anos no Brasil são acometidos pelo câncer, sendo a leucemia um dos principais diagnosticados. Nesse sentido, surge o “Fevereiro Laranja” como uma campanha de conscientização às pessoas sobre essa doença.

Além disso, busca-se promover ações para mostrar a importância da doação de medula óssea, com a finalidade de salvar vidas. Ainda, conscientizar sobre os principais sintomas é uma forma de alertar a família quando precisa procurar um profissional da saúde.

 

PRINCIPAIS SINTOMAS

Primeiramente, o câncer infantil é muito parecido com as doenças comuns em crianças. Assim, somente com a ajuda de um médico é possível obter um diagnóstico preciso. No entanto, é possível identificar alguns sintomas, veja a seguir:

Leucemia: palidez, sangramentos e dores ósseas;

Retinoblastoma: “reflexo do olho do gato”, sensibilidade exagerada à luz e estrabismo;

Tumores: dor nos membros, dores de cabeça, vômitos, alterações motoras e paralisia nos nervos.

Se seu filho apresentar alguns desses sintomas, procure um médico, o diagnóstico precoce salva vidas!

 

COMO PREVENIR

Além de ficar atento para os sintomas acima, é muito importante você observar o comportamento do seu filho. Logo, é possível prevenir com alguns exames frequentes e um acompanhamento regular a um médico.

Entre os exames que existem para a prevenção, os mais comuns são:

-Ressonância magnética;

-Tomografia computorizada;

-Ultrassonografia;

-Raio-X.

Além disso, a vacina contra hepatite B também previne contra o câncer de fígado, portanto, vacinar-se é sempre importante para prevenir. Em geral, ainda não há exames para detectar um câncer específico, pois os sintomas são muito similares a outras doenças.

menino pequeno tomando vacina

DIAGNÓSTICO PRECOCE SALVA VIDAS!

Portanto, fique alerta aos sintomas no seu filho e procure ajuda médica o quanto antes. Dessa forma, será possível realizar um diagnóstico precoce e poder realizar o tratamento adequado o quanto antes.

O Hospital AmericanCor apoia a luta contra o câncer infantil, compreendendo a necessidade de falar sobre este assunto tão importante na atualidade.

Gostou do nosso conteúdo? Então continue nos acompanhando.

 

Leia Mais
mulher assoando o nariz com um lenço de papel

Gripe e covid-19: você sabe a diferença entre elas?

Diante dos surtos de gripe no país, separamos um material para você entender melhor a diferença com a covid-19. Acompanhe!


Atualmente, com a pandemia mundial provocada pela covid-19 que acometeu mais de 23 milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde, é comum confundirmos seus sintomas com os da gripe (Influenza). Por isso, com a finalidade de esclarecer algumas dúvidas sobre essas doenças, o AmericanCor separou para você algumas dicas para ficar atento nesse período de surtos de casos de gripe. Vamos conferir?

GRIPE: O QUE É

Com os surtos de gripe no país, há dúvidas sobre o que é essa doença?  E quais são seus sintomas? Primeiramente, a gripe é causada pelo vírus influenza, sendo uma doença respiratória. Dessa forma, seus sintomas mais comuns são:

-Febre alta;

-Cansaço;

-Vermelhidão no rosto;

-Dores no corpo;

-Secreções nasais e espirros.

Diante disso, ela aparece de forma repentina com os sintomas mais fortes e logo vai diminuindo, após o diagnóstico e o tratamento de um profissional da saúde. Lembrando que há quatro tipos de gripe (Influenza): A, B, C e D.

Assim, o tipo mais comum é o A, responsável pela H1N1. Por isso, as vacinas para a gripe estão constantemente sendo atualizadas diante das mutações e variações do vírus. Recentemente, vimos os surtos provocados pela H3N2.

 

COVID-19: CASOS LEVE, MODERADO, GRAVE E CRÍTICO

Causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, a covid-19 é uma infecção respiratória aguda muito grave. No Brasil, provocou mais de 600 mil mortes, segundo o Ministério da Saúde desde 2019. Assim, entre os sintomas leves mais comuns estão:

-Tosse;

-Dor de garganta ou coriza;

-Diarreia;

-Dor abdominal e muscular;

-Febre;

-Calafrios;

-Cansaço.

Logo, há os sintomas moderados que além dos leves há tosse e febre persistentes diárias. Enquanto os sintomas graves caracterizam-se pela Síndrome Respiratória Aguda Grave, apresentando desconforto respiratório, pressão no tórax e saturação de oxigênio (menor que 95%). Além disso, se o caso piora, é considerado um caso crítico, tendo os sintomas de:

-Sepse;

-Síndrome do desconforto respiratório agudo;

-Insuficiência respiratória grave;

-Disfunção de múltiplos órgãos;

-Pneumonia grave.

Nesses casos, surge a necessidade de suporte respiratório e internações em unidades de terapia intensiva. A partir disso, é importante ter em conta as variantes de Covid-19, sendo a Ômicron mais resistente às vacinas, espalhando-se mais rapidamente.

 

GRIPE E COVID-19: DIFERENÇAS

Cientificamente, para diferenciar a gripe da covid-19 é necessário realizar um teste, pois seus sintomas são muito semelhantes, como vimos acima. No entanto, o início dos sintomas ocorre de forma diferente.

Por exemplo, com a gripe, geralmente a pessoa vai dormir com a garganta arranhando e já acorda doente, com febre, cansaço e mal-estar. Tudo de uma vez, sendo mais grave que o resfriado.

Por outro lado, a covid-19 aparece de forma mais lenta, podendo começar com dor de garganta e indisposição. Logo, piorando com o tempo e se somando a outros sintomas. No entanto, para ter certeza se é uma ou outra é preciso fazer o teste.

 

PREVENIR É O MELHOR REMÉDIO!

Assim, para prevenir o melhor é vacinar-se, tanto para gripe quanto para covid-19 há vacinas disponíveis em todos os postos de saúde e hospitais. Além disso, use álcool em gel (70%), máscara de proteção facial e mantenha o distanciamento em lugares com aglomeração.

médico segurando itens de higiene pessoal (máscara e álcool em gel)para proteção contra a covid-19

Previna-se, vacine-se e utilize todas as medidas de prevenção sanitárias recomendadas pelas instituições de saúde. Aqui, no Blog do AmericanCor, você encontra esses e outros conteúdos relevantes para o seu bem-estar.

 

Gostou do nosso conteúdo? Então continue nos acompanhando.

 

Leia Mais